Membros da TIES visitam a Estância Mimosa Ecoturismo

585_2500_1_427_108_9846

A Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) recebeu no dia 31 de julho a visita de Mercedes Hunt, Gerente de Eventos da TIES (The International Ecotourism Society), entidade responsável pela realização do ESTC 2014- “ESTC14 – Ecotourism and Sustainable Tourism Conference 2014″,que será realizado em abril de 2014 em Bonito.

A ESTC é uma conferência anual e reúne os principais experts em ecoturismo do planeta.

Acompanhada por Alessandra Fernandes da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS) e por James Fishelson, também da TIES, Mercedes concedeu entrevista para a equipe de jornalismo da Estância Mimosa Ecoturismo, na qual falou sobre o turismo sustentável, o mercado do ecoturismo, expectativa para o evento, entre outros assuntos.

Veja abaixo:

Qual a importância do turismo sustentável nos dias atuais:

Mercedes Hunt: Na minha concepção quando falamos em turismo sustentável acredito que todo o turismo deveria ser sustentável. Não deveria ser apenas um segmento ou nicho. Sei que nem todo o turismo trabalha de forma sustentável, mas sei que aos poucos vai se conquistando a sustentabilidade.

Como um empreendedor turístico pode contribuir para o desenvolvimento sustentável?

MH: Tendo iniciativas inovadoras como as que vi em Bonito, que envolve toda a sociedade. A sustentabilidade daqui é diferente do que já observei em outros lugares, principalmente nos E.U.A, de onde vim. Vi boas iniciativas acontecendo nessa região.

Como o turismo contribuiu para o desenvolvimento sustentável?

MH: O turismo tem o poder de fazer grandes mudanças. Quando se fala sobre desenvolvimento sustentável e como ele pode trazer mudanças positivas para a comunidade, especialmente no caso de Bonito, você vê tantas ações positivas, no que a comunidade oferece, o modo como a comunidade e os empresários trabalham juntos e apoiam uns aos outros e trazem lucro para a própria comunidade, permitindo assim o crescimento econômico de todos.

Como está atualmente o mercado de ecoturismo?

MH: Este é o 25º aniversário da TIES e durante todo esse tempo notou-se um crescimento significante do mercado. Há bastante estudo de caso que comprovam essa informação. O ecoturismo não é uma tendência, é um perfil que vai agregando cada vez mais pessoas. Tenho a esperança de que o turismo de massa acabará se integrando ao ecoturismo, porém é necessário que ele se torne mais acessível. Não é preciso que o turista fique, necessariamente, em um hotel de luxo para conhecer as atividades, mas que ele tenha as mesmas oportunidades ficando em empreendimentos mais simples.

O que busca o público consumidor?

MH: Os mochileiros, por exemplo, querem se jogar em uma aventura selvagem e radical. Tem o turismo de massa que acaba buscando resorts com sistema all incluse. No meio desses dois perfis eis que surge um novo, que é aquele que, ao mesmo tempo, tem condições de ficar em um resort, quer se aventurar e estar em contato pleno com a natureza.

Fale sobre a segurança no ecoturismo?

MH: Mais importante que a questão de controlar o risco é administrar a segurança em qualquer atividade de ecoturismo, desde o atendimento ao turista como a capacitação das equipes que atuam nos atrativos turísticos. Todos devem estar preparados para lidar com isso.

A cidade de Bonito (MS) sediará em 2014 o ESTC. Fale sobre o evento?

MH: O evento mostrará o desenvolvimento do ecoturismo e da comunidade. A TIES possui três importantes componentes: Educação, Negócio e Mão de obra apresentando as melhores práticas. Essa será uma das partes mas importantes do evento, será o diferencial, com as visitas técnicas, pois os participantes vão a campo conhecer quais as melhores práticas são utilizadas, quais dificuldades que os empresários tiveram para começar a desenvolver a atividade de ecoturismo.
Muita gente no mundo todo tem um espaço com recursos naturais para o ecoturismo, mas não sabe por onde começar, e durante a Conferência será uma excelente oportunidade para fazer intercâmbio de informações, compartilhar experiências, mostrar as dificuldades e os sucessos obtidos.

Qual a expectativa para o evento?

MH: As melhores possíveis (risos). O grande diferencial da realização do ESTC em 2014, é que Bonito oferece a oportunidade de ver quais são as boas práticas. Uma coisa única também do município é que todo mundo apoia o outro, empresários se preocupam com a inserção da própria comunidade, integrando toda a cadeia do turismo. Bonito definitivamente é único.

Além da Estância Mimosa Ecoturismo, Mercedes, James e Alessandra visitaram o Recanto Ecológico Rio da Prata, Lagoa Misteriosa, Buraco das Araras, Abismo Anhumas, Balneário Municipal de Bonito, Gruta do Lago Azul, Grurtas de São Miguel, Fazenda San Francisco e Boca da Onça.

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.