Cachoeiras e natureza preservada da Estância Mimosa são destaques no Programa Terra Pecuária

As cachoeiras, a natureza preservada, projetos ambientais e gastronomia da Estância Mimosa, passeio de ecoturismo em Bonito (MS), foram destaques no Programa Terra Pecuária Especial de fim de ano, exibido em dezembro de 2021.

A jornalista Izabela Borges, acompanhada por Valdenir de Souza, Gerente do atrativo, percorreu as trilhas, contemplou a natureza e conheceu a RPPN – Reserva Particular do Patrimônio Natural, na qual 64% da área da fazenda foi transformada em RPPN com o intuito de conservar os ambientes naturais para as gerações futuras, garantindo assim a manutenção deste ecossistema.

A equipe do programa Terra Pecuária conheceu as 10 cachoeiras da Estância Mimosa, se encantou com os animais na sede da fazenda e degustaram do almoço regional preparado no fogão a lenha bem como rasparam o tacho do doce de leite artesanal servido no almoço.

Confira o programa na íntegra:

Gastronomia dos atrativos do Grupo Rio da Prata são destaques na CNN Brasil

A seção Viagem e Gastronomia do portal CNN Brasil publicou na última quarta-feira (19) uma matéria com o Chef Felipe Caran. Nascido em Mogi das Cruzes (SP), aos 12 anos mudou-se com a família para a cidade de Bonito, no Mato Grosso do Sul e hoje estão à frente do Restaurante Casa do João.

Felipe relata sua trajetória e compartilha com os leitores do portal dicas de locais para comer no destino de ecoturismo brasileiro e também seus pratos preferidos.

Entre eles, o Chef citou a gastronomia do Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) e da Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito), atrativos que que fazem parte do Grupo Rio da Prata.

O almoço servido nos passeios apresenta pratos da gastronomia regional, verduras e temperos colhidos em nossa horta orgânica e leva a assinatura do renomado Chef Paulo Machado.

Clique no link abaixo e leia a matéria na íntegra:

Flagrante incrível das araras-azuis na Estância Mimosa

Aquele flagrante incrível das araras-azuis (Anodorhynchus hyacinthinus) nos ninhos artificiais instalados na Estância Mimosa Ecoturismo, em Bonito (MS).

Desde 2019, o atrativo possui uma parceria com Instituto Arara Azul no qual são instalados ninhos artificias na propriedade, com o objetivo de que sejam utilizados como abrigo tanto para as araras azuis, bem como de outras como a arara-vermelha e a arara-canindé, além de auxiliar na reprodução das espécies.

É uma alegria imensa em contribuir para a preservação da espécie!

Veja abaixo o vídeo:⠀⠀

Confraternização na Estância Mimosa Ecoturismo

A equipe da Estância Mimosa Ecoturismo reuniu-se no dia 20 de dezembro para confraternizar o ano de 2021.

O evento foi animado pelo show do guia Maicon de Leon, com churrasco e sobremesas preparados pelos próprios colaboradores, além de sorteio de brindes.

Foi um momento muito especial, no qual todos partilharam experiências para dar início à preparação de um novo ciclo. Veja abaixo alguns momentos:

Organizadores do Simpósio Brasileiro de Orquídeas visitam a Estância Mimosa Ecoturismo

A Estância Mimosa (Bonito-MS) recebeu no dia 15 de Dezembro a visita de Antônio Corrêa Filho, professor do curso de agronomia da UEMS de Aquidauana; José Carlos Sorgato, professor de magistério superior da FCA/UFGD.; Flávio Henrique Fardin, Fiscal Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Três Lagoas-MS; e Elói Panachuki, Diretor da UEMS de Aquidauana e Vice Presidente do CREA/MS.

Na foto da esquerda para a direita: Antônio Filho, José Carlos Sorgato, Flávio Henrique Fardin e Elói Panachuki.

O grupo realizou uma visita técnica que faz parte da organização do SIMBRAORQ – SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ORQUÍDEAS, evento que será realizada em Bonito em 2022, no qual o professor José Sorgato irá presidir o Simpósio Internacional de Bromélias.

O intuito é incluir a Estância Mimosa no itinerário dos Simpósios pela diversidade de espécies de orquídeas e bromélias existentes no local.

O Simpósio Brasileiro de Orquídeas (SIMBRAORQ) iniciou-se em 2013, na Universidade Federal do Ceará, tendo sido concretizado por meio do esforço de pesquisadores preocupados com a falta de conhecimento produzido e divulgado na área. O cultivo de orquídeas constitui uma importante interface de conexão entre conservação da biodiversidade, obtenção de fármacos e produção de flores, em um dos ramos do Agronegócio que vem ganhando impulso no mercado atual. Além disso, orquídeas são espécies bandeira muito importantes para a conservação, devido à sua grande capacidade de sensibilizar a opinião pública.

Veja abaixo o depoimento do professor Antônio Filho e de José Carlos Sorgato:

Com informações Elusa Prado (Colaboradora da Estância Mimosa).

Atrativos do Grupo Rio da Prata recebem a visita de jornalistas e influenciadores

A Estância Mimosa Ecoturismo e o Recanto Ecológico Rio da Prata, atrativos do Grupo Rio da Prata localizados em Bonito e Jardim (MS), receberam no último fim de semana a visita de jornalistas e influenciadores que estiveram no destino acompanhando o voo inaugural da GOL Linhas Aéreas, realizado no dia 02 de Dezembro.

Na Estância Mimosa, o grupo foi conduzido pelo guia de turismo Roni Balbueno e pelo colaborador do atrativo, Renato Franco. Após conhecer a gastronomia regional, iniciaram o passeio de trilha e cachoeiras.

“A chegada à Estância Mimosa já surpreende, pelo silêncio e beleza do verde ao redor. É como se estivéssemos em outro tempo, com outros valores e regras. Em seguida, as trilhas que começamos a percorrer e as cachoeiras que podemos usufruir dentro do complexo ecológico são de tirar o fôlego, com natureza esplêndida e muita segurança. Me chamou atenção o grande preparo dos guias, que sabem tudo sobre o lugar e a região, incluindo as espécies da flora e da fauna. Eu não poderia deixar de mencionar a comida e os doces feitos no fogão a lenha e que podem ser degustados em varandas calmas ou no pergolado florido – de suspirar de tão gostosos“, diz Artur de Andrade, jornalista e consultor de comunicação da InPress Porter Novelli/GOL Linhas Aéreas.

Já no Recanto Ecológico Rio da Prata, o grupo realizou o plantio de mudas e realizaram o passeio de flutuação nas águas cristalinas. “Está aí uma coisa que NÃO dá para NÃO FAZER antes de partir desta para melhor: flutuar nos rios Olho D’Água e da Prata, em Bonito, MS. Perto disso, algumas experiências que oferecem por aí vão parecer um arremedo de pesadelo”, revelou o jornalista Artur de Andrade.

Participaram da visita os profissionais: Artur de Andrade, Rafael Torres, Filip Calixto, Silvia Luisa de Melo Rodrigues da Cunha, Nathalia Molina de Oliveira e Débora Bordin.

Veja abaixo alguns momentos da visita:

Estância Mimosa:

Recanto Ecológico Rio da Prata:

Plantio de mudas no Recanto Ecológico Rio da Prata.

Conheça o Socó-jararaca (Tigrisoma fasciatum); nova espécie de ave registrada na Estância Mimosa Ecoturismo

O socó-jararaca (Tigrisoma fasciatum) é a mais nova ave a fazer parte da Bird List da Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS), que conta com mais de 254 espécies catalogadas.

Também conhecido como como socó-boi-escuro, a ave chega a medir 70 centímetros de comprimento. Possui bico e pernas relativamente curtos, bico com maxila preta e mandíbula verde-amarelada, íris amarela.

De acordo com informações do portal WikiAves, ainda faltam estudos sobre seus hábitos alimentares, mas no seu estômago já foram encontrados libélulas e peixes.

O registro foi feito pelo colaborador Lucas Souza, quando a ave estava no alto da Cachoeira do Sinhozinho. Ele ressaltou ainda que “a espécie não é vista com muita frequência”.

Incrível, não?!!

A Observação de Aves/Passarinhada na Estância Mimosa Ecoturismo é a atividade ideal para quem gosta de observar a fauna da região.

Para quem busca um roteiro específico, com guia especialista, recomendamos a Observação de Aves.⠀

Já para aqueles que preferem um roteiro mais curto e são iniciantes na modalidade, a melhor opção é a Passarinhada, realizada nas redondezas do receptivo.⠀

Mais informações sobre as atividades, acesse: https://www.estanciamimosa.eco.br/observacao-de-aves

Chef de cozinha indígena Letícia Nogueira e integrantes da Organização Caianas de Miranda visitam a Estância Mimosa

A Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) recebeu no dia 25 de novembro a visita da Letícia Mendes, primeira chef indígena do país, acompanhada por integrantes da Organização Caianas de Miranda, Arildo Cebalio, líder do Coletivo; Ederval Antônio e Rosilene de Arruda.

O grupo participou do Cata Guavira, evento que ressalta a cultura gastronômica de Mato Grosso do Sul, e que nesta edição destacou as vozes dos povos que, como originários das terras, são as maiores referências de agroextrativismo sustentável.

Na Estância Mimosa realizaram o passeio de cachoeiras, degustaram da gastronomia regional e conheceram os projetos ambientais.

Em depoimento, disseram:

Tivemos o privilégio em conhecer a Estância Mimosa, um passeio enriquecedor, muito bom. Temos um trabalho voltado para o meio ambiente, através da agroecologia, e hoje vimos muitas coisas que nos fortaleceu bastante pois andamos em uma mata preservada, linda, fiquei muito feliz e volto desafiado em continuar o nosso trabalho de preservação do meio ambiente”, disse Arildo Cebalio.

Sobre a Chef
Preservar a cultura dos índios terena é missão para Letícia Mendes Nogueira e a culinária é a forma encontrada por ela para conquistar esse objetivo. Aos 35 anos, Kalymaracaya, como é chamada pelo seu povo, é a primeira chef indígena do país e com os pratos que faz, ela leva um pouco da aldeia para as mesas.

Na foto: Chef Letícia Mendes e Rosilene de Arruda.

Organização Caianas
Criada em 2005, a Organização Caianas nasceu em Miranda com a missão de resgatar e manter vivos os costumes e tradições do povo Terena, através de seminários, ações ambientais, projetos educativos, ampliação de áreas agroflorestais e mapeamento de árvores nativas no território indígena.

Filhotes de arara-vermelha são encontrados em ninhos artificiais instalados na Estância Mimosa

A Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito -MS) recebeu no dia 24 de novembro a visita de Neiva Guedes, Presidente do Instituto Arara Azul; de Carlos Cezar Corrêa, técnico do meio ambiente do Projeto Instituto Arara Azul e os colaboradores Fernanda Fontoura, Carlos Durignan e Wesley, com o objetivo de vistoriar os ninhos artificiais instalados no atrativo.

Atualmente há 10 ninhos instalados com o intuito de serem utilizados como abrigo tanto para as araras azuis, bem como de outras como a arara-vermelha e a arara-canindé, além de auxiliar na reprodução das espécies.

Durante a vsitoria foram encontrados dois filhotes de arara-vermelha (Ara chloropterus); um filhote de tucanuçu (Ramphastos toco) e um filhote de Arara Azul (Anodorhynchus hyacinthinus).

Após serem examinados, foi constatado que os dois dois filhotes de arara-vermelha estão fortes, saudáveis e devem voar em aproximadamente 30 dias.

Já o o filhote de arara-azul também está saudável, com quase 30 dias de vida, e a expectativa é de que inicie os voos no fim de janeiro/começo de fevereiro de 2022.

A bióloga Neiva Guedes celebrou nascimento dos filhotes no atrativo.
“Estamos muito felizes e contentes porque temos dois filhotes de araras vermelhas que nasceram nas caixas (ninhos artificiais), que vem sendo monitoradas a anos. Agradecemos a parceria com a Estância Mimosa que tem propiciado esse trabalho. Ficamos muito feliz em ver esses filhotes por aqui. Além da Estância Mimosa agradecemos também o Zoológico de Zurique, a Fundação Toyota do Brasil e principalmente toda a equipe do Instituto Arara Azul, dos nossos parceiros que tem contribuído para esse trabalho”, revelou em depoimento.

Parceria

Além da Estância Mimosa, o Recanto Ecológico Rio da Prata e Lagoa Misteriosa, integrantes do Grupo Rio da Prata localizados em Jardim (MS), mantém a parceria com o projeto Arara Azul, desde fevereiro de 2012 quando foram instalados os primeiros ninhos artificiais nas dependências das fazendas.

Sobre o Projeto Arara Azul

O Projeto Arara Azul é um projeto que estuda a biologia e relações ecológicas da arara-azul-grande, realiza o manejo e promove a conservação da arara azul em seu ambiente natural, além de estudar a biologia reprodutiva das araras vermelhas, tucanos, gaviões, corujas, pato-do-mato e outras espécies que co-habitam com a arara azul no Pantanal.

O Projeto compreende o acompanhamento das araras na natureza, o monitoramento de ninhos naturais e artificiais numa área de mais de 400 mil hectares além do trabalho, em conjunto com proprietários locais, de conservação da espécie.

Em reconhecimento a esse trabalho, Neiva Guedes ganhou mais um prêmio e passou a integrar o grupo de Mulheres da Ciência, da Organização das Nações Unidas (ONU). A premiação, diz a bióloga, é válida sobretudo pois ajuda a divulgar ainda mais o seu trabalho.

Conheça: https://www.institutoararaazul.org.br/

Participantes do Programa SEBRAE DELAS MS visitam a Estância Mimosa Ecoturismo

A Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) recebeu no dia 19 de novembro a missão técnica de Empreendedorismo Feminino, participantes do SEBRAE DELAS, programa de aceleração com o objetivo de aumentar a probabilidade de sucesso de ideias e negócios liderados por mulheres.

Criado e estruturado em Mato Grosso do Sul, o programa idealizado pela diretora-técnica do Sebrae/MS, Maristela França, está atualmente presente em mais 16 estados brasileiros.

O grupo conheceu a sede da fazenda, visitou os arredores e participaram de um bate papo ministrado pela Diretora do atrativo, Simone Spengler Coelho, no qual falou sobre sua jornada empreendedora, abordando a fundação dos três atrativos de ecoturismo do Grupo Rio da Prata (Estância Mimosa, Lagoa Misteriosa e o Recanto Ecológico Rio da Prata), a sustentabilidade e o trabalho de conservação ambiental realizado nos locais.

“Foi uma alegria imensa em receber o grupo na Estância Mimosa e poder compartilhar um pouco a nossa história e a nossa trajetória”, disse Simone.

Simone Coelho – Diretora do Grupo Rio da Prata.

A missão técnica na Estância Mimosa contou com a participação da Maristela França, diretora técnica do Sebrae MS; Mateus, diretor regional e Lucielle, coordenadora do Programa Sebrae Delas, e também de consultoras e empreendedoras.

Dia do Empreendedorismo Feminino

Foi comemorado no dia 19 de Novembro, o Dia do Empreendedorismo Feminino. A celebração ocorre em nível mundial e marca a história de luta e superação das mulheres, na busca de espaço no mercado de trabalho e no mundo dos negócios. O Sebrae/MS, como parceiro do micro e pequeno empreendedor, compreende a importância na valorização e estímulo ao empreendedorismo feminino e desenvolve, desde 2019, o Programa Sebrae Delas – Desenvolvendo Empreendedoras Líderes Apaixonadas pelo Sucesso, que dá suporte ao público feminino na realização de suas ideias e estruturação de seu negócio.

Veja abaixo alguns momentos do evento na Estância Mimosa:

Fotos: Sebrae/MS.