Banho de cachoeira em Bonito? Só se for em segurança!

Segurança é a palavra-chave quando você está viajando em busca de experiências na natureza. E aqui na Estância Mimosa Ecoturismo é assunto sério, levado à risca. Tanto, que ainda em 2011, a RPPN se tornou o primeiro atrativo a receber uma certificação ISO nas modalidades caminhada e banho de cachoeira em Bonito-MS. Mas sabe o que isso significa para você, turista?

“Toda atividade em meio a natureza oferece riscos, e é impossível controlar todos eles. Contudo podemos diminuir os mesmos através de procedimentos preventivos. A auditoria da ABNT certifica anualmente a importância que damos ao ecoturismo de qualidade proporcionando ao visitante a maior segurança possível”, explica o gerente da Estância Mimosa Thyago Sabino.

Como isso impacta o turista?

Na prática, receber essa certificação comprova o nosso compromisso com o seu bem-estar, seu conforto e sua experiência aqui com a gente, com máxima qualidade dos produtos e serviços prestados nas atividades em meio à natureza.

Através do nosso Sistema de Gestão de Segurança (SGS), aplicamos a Norma NBR ISO 21.101. Ela basicamente estabelece os requisitos mínimos para prestar serviços e promover experiências de turismo de aventura com segurança. Significa que você pode se aventurar e curtir a natureza tranquilamente!

Isso vai desde o treinamento da equipe, e guias, as placas de sinalização na trilha, até equipamentos para cada atividade, como boias ou coletes para o seu banho de cachoeira em Bonito. Alguns detalhes importantes que fazem toda a diferença para fazer da sua vivência a melhor experiência possível.

Resumindo, o SGS é uma cultura de boas práticas que busca minimizar os riscos das atividades em ambientes naturais, através de quatro ações principais:

1 – Tornar os visitantes conscientes dos riscos envolvidos nas atividades na natureza;

2 – Inventariar, analisar e minimizar os riscos da operação turística, aumentando a segurança do visitante;

3 – Organizar os procedimentos de tratamento e atendimento de emergências.

4 – Capacitar anualmente os colaboradores e guias em primeiros socorros e atendimento a emergências.

Como a Estância Mimosa Ecoturismo conquistou a certificação

Uma das missões de sustentabilidade da Estância Mimosa é promover a conduta consciente em ambientes naturais, por meio da prática da atividade turística de baixo impacto ambiental, assim como de práticas consagradas de segurança no turismo de aventura.

Assim, em 2008, o atrativo iniciou a sua participação no programa Aventura Segura da ABETA (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura), em parceria com SEBRAE e Ministério do Turismo 2008 e 2010. Através do programa, a Estância Mimosa realizou a implantação do seu Sistema de Gestão de Segurança, o qual consiste em uma série de documentos, ações e procedimentos que visam prevenir a ocorrência de acidentes nas atividades de ecoturismo.

Então, em 2010, este sistema recebeu a auditoria da ABNT Certificadora, que resultou na certificação do sistema, comprovando que ele atende aos requisitos das normas da ABNT ISO 21101 e normas relacionadas às atividades. Desde então, a Estância Mimosa mantém esta certificação através de auditorias anuais realizadas por um auditor externo.

“Somos privilegiados, pois trabalhamos em uma empresa que é a 1ª a obter a certificação em caminhada e banho de cachoeira em Bonito, considerado um dos melhores destinos de ecoturismo do país. Isso mostra o empenho de toda a equipe e diretoria, que ao longo do tempo vem se aprimorando para atender todas as exigências do sistema”, completa Thyago.

Viu só como tem gente que se preocupa com você? Logo podemos viver juntos os melhores momentos da vida ao ar livre! Até breve!

Atrativos do Grupo Rio da Prata são destaques na Revista Viaje Mais

A Revista Viaje Mais traz em sua edição nº 225 reportagem especial sobre o destino de ecoturismo brasileiro, Bonito, no Mato Grosso do Sul.

Escrita e ilustrada pelo jornalista Tales Azzi, o texto intitulado “Bonito – Banho de Natureza”, se inicia com a história da Fazenda Rincão Bonito que fora transformada no destino sustentável conhecido internacionalmente por seus rios, nascentes, cachoeiras e cavernas de águas cristalinas e por uma natureza inigualável.

Seus rios de águas absurdamente transparentes têm tantos peixes que mais parecem imensos aquários, e com você dentro deles. A preservação é tanta que os peixes nem tem medo das pessoas e nadam tranquilamente ao redor” , revela trecho da matéria.

O sistema turístico de Bonito Voucher Único (guia de entrada nos atrativos), fornecido apenas pelas agências de turismo também é citado no texto. “Todos os passeios são feitos de forma muito organizada. Tem sido assim desde os anos 1990 para evitar que o fluxo massivo de visitantes pudesse prejudicar o frágil ecossistema local. Bonito implantou um sistema de turismo sustentável que virou referência internacional”.

Aquário Natural, Abismo Anhumas, Recanto Ecológico Rio da Prata, Estância Mimosa Ecoturismo, Lagoa Misteriosa, Boca da Onça, Gruta do Lago Azul, Rio Sucuri, Bote no Rio Formoso e boia-cross, Rio do Peixe, Nascente Azul, Grutas de São Miguel, Balneários e Buraco das Araras são os atrativos divulgados na publicação. Veja abaixo alguns trechos:

Recanto Ecológico Rio da Prata
Durante quase duas horas, turistas brincam de flutuar num rio de águas cristalinas com muitas espécies de peixes passando bem na sua frente.É um desfile de piraputangas, pacus e dourados ao longo de todo o trajeto…”.

Lagoa Misteriosa
Quem olha a Lagoa Misteriosa do lado de fora não faz ideia de sua imensidão e profundidade. O visual é incrível…A transparência da água é tanta que é possível ver árvores caídas e imensas pedras no funda da lagoa a mais de 100 metros de profundidade…A Lagoa Misteriosa fica próxima ao Rio da Prata e pode ser combinada no mesmo dia de passeio”.

Estância Mimosa Ecoturismo
“A bucólica fazenda é cortada pelo Rio Mimoso e tem um percurso de trilhas que levam a uma série de cachoeiras. Rende um dia bem tranquilo, entre caminhadas leves na mata e banhos de cachoeiras”.

Mais informações sobre a matéria: www.europadigital.com.br