ABNT realiza auditoria nos atrativos do Grupo Rio da Prata

Os atrativos do Grupo Rio da Prata, Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) e a Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS), passaram pela auditoria de manutenção dos seus Sistema de Gestão da Segurança, auditoria realizada de forma remota, com a participação de Paulo Sérgio Coelho de Andrade, auditor da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT.

Desde o início da operação do Rio da Prata, em 1995, sempre existiu a preocupação com a segurança dos visitantes, através de treinamentos de guias, procedimentos, vistorias de trilhas e aquisição de equipamentos. O Rio da Prata foi pioneiro na região na criação de um modelo de ecoturismo organizado.

“Em 2008, para profissionalizar nossos procedimentos de Segurança (que já existiam) entramos no Programa Aventura Segura da Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura – ABETA, e aprendemos a organizar o SGS – Sistema de Gestão de Segurança para receber a certificação. Fomos certificados pela ABNT Certificadora em 2010”, disse Luiza Coelho, Diretora de Sustentabilidade do Grupo Rio da Prata.

Desde então, a visita, que ocorre todos os anos, dispõe-se a verificar se o Sistema de Gestão de Segurança Implantado obedece a Norma NBR ISO 21101 – Sistema de Gestão da Segurança, que estabelece os requisitos mínimos para um sistema de gestão da segurança (SGS) para prestadores de serviços das atividades de turismo de aventura.

“A certificação comprova o nosso compromisso com o bem-estar dos visitantes, para assegurar que sua experiência aqui com a gente seja tranquila e traga lazer e diversão, com máxima qualidade dos produtos e serviços prestados nas atividades em meio à natureza”, revela Luiza.

A auditoria do Rio da Prata foi realizada nos dias 13 a 15 de setembro no Recanto Ecológico Rio da Prata, com a presença de Luiza Coelho, Diretora de Sustentabilidade do Grupo Rio da Prata e com os colaboradores Manoel Cruz e Bruna Mello.

Auditoria Virtual no Recanto Ecológico Rio da Prata.

Já na Estância Mimosa, a auditoria aconteceu nos dias 19 a 22 de setembro e, além da participação de Luiza Coelho, contou com a presença do gerente, Valdenir de Souza e da colaboradora Camyle Maruyama.

Os atrativos continuam certificados conforme a Norma ABNT 21101:2014, sendo parte de um grupo seletos de empresas no Brasil que tem a certificação desde 2010 ininterruptamente.

Auditoria virtual na Estância Mimosa.

Uso de energia solar na Estância Mimosa e Recanto Ecológico Rio da Prata

Entre as diretrizes de sustentabilidade da Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) e do Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS), atrativos que integram o Grupo Rio da Prata, está a implantação dos seus sistemas de energia solar fotovoltaico, inaugurados em junho de 2020!!⠀

Na Estância Mimosa são 2 estruturas, cada uma com 30 placas, totalizando 60 módulos com produção mensal de 3.000,00 kWh em 120 m², equivalente a 9 casas populares. Em um ano, o empreendimento deixará de emitir 885,60 Kg de dióxido de carbono (CO2), com preservação de 7 árvores no processo.⠀

A Estância Mimosa produziu, em agosto deste ano, 2,92 MWh de energia.⠀

No Recanto Ecológico Rio da Prata são 4 estruturas com 72 placas, somando 288 módulos com produção mensal de 12.060,00 kWh em uma área de 576 m², equivalente a 35 residências populares. Anualmente, o atrativo deixará de emitir 3.560,11 kg de dióxido de carbono (CO2), equivalente ao plantio de 28 árvores.⠀

E em agosto deste ano, o atrativo gerou 10,59MWh de energia.

A geração da própria energia elétrica nos atrativos promove as boas práticas do turismo sustentável, tornando-o cada vez mais responsável e voltado aos aspectos sociais, econômicos e ambientais.⠀ Isso é sustentabilidade!

Quer conhecer as Diretrizes de Sustentabilidade da Estância Mimosa? Acesse: estanciamimosa.eco.br



Tem hospedagem na Estância Mimosa?

Tem hospedagem na Estância Mimosa? Essa é uma das perguntas frequentes que recebemos, porém não oferecemos hospedagem e também não temos área para camping.

A Estância Mimosa é uma charmosa fazenda localizada em Bonito (MS), considerado o melhor destino de ecoturismo do país, e que oferece passeios ideais para passar um dia agradável junto à natureza preservada do atrativo.

O percurso por 10 cachoeiras, sendo 9 paradas para banhos, é a nossa atividade principal. Nessa modalidade você irá percorrer trilha, observar animais silvestres, conhecer a flora local e desfrutar de momentos prazerosos, emoldurados por uma beleza cênica, e se deparar com as cachoeiras de águas cristalinas.

Além do passeio de cachoeiras, a Estância Mimosa oferece também como atividades opcionais o passeio a cavalo e a observação de aves para quem deseja ter uma experiência completa no atrativo!!⠀

Preparado no fogão a lenha, o almoço é outra atração a parte! Preparado com pratos da gastronomia regional, folhas/temperos colhidos em nossa horta orgânica e assinatura do renomado Chef Paulo Machado. Modéstia à parte, o sabor é imperdível!

Enfim, a Estância Mimosa, apesar de não ter hospedagem, é um lugar ideal para estar em contato com a natureza, respirar ar puro e ter uma experiênca singular em ecoturismo.

As reservas para o passeio são feitas pelas agências de turismo da região. Para mais informações, acesse: https://www.estanciamimosa.eco.br/

Parceria entre Estância Mimosa Ecoturismo e Instituto Arara Azul completa 1 ano

Em setembro de 2019, a Estância Mimosa Ecoturismo, passeio de cachoeiras em Bonito (MS), iniciou a parceria com o Instituto Arara Azul e, por meio dela, 10 ninhos artificiais foram instalados em diferentes locais.

O objetivo da parceria é de que os ninhos sejam utilizados como abrigo tanto para as araras azuis (Anodorhynchus hyacinthinus), bem como de outras como a arara-vermelha e a arara-canindé, além de auxiliar na reprodução das espécies.

Na ocasião, 4 ninhos foram instalados na área da Estância Mimosa e também às margens da Reserva Particular do Patrimônio Natural – RPPN. Em outubro foram instalados mais 4 e em novembro de 2019, mais 2 ninhos.

O Instituto Arara Azul compartilhou um relatório sobre as ações e resultados em 1 ano de parceria. Entre os ninhos instalados, destaca-se o “Ninho 2322”, o mais explorado pelas araras azuis no atrativo. “As aves foram fotografadas várias vezes, entrando e saindo do ninho. Entretanto, neste período reprodutivo ainda não ocuparam o local para se reproduzir, mas foi um bom sinal de que as araras da região já encontraram os ninhos e, possivelmente, em anos posteriores poderão ocupar algumas das caixas instaladas”.

Luiza Coelho, Diretora de Sustentabilidade do Grupo Rio da Prata, revela a satisfação em somar esforços em prol da natureza. “Ficamos emocionados quando vemos um trabalho tão difícil e de longo prazo como este do Instituto Arara Azul e do Instituto Arte do Fazer, ações realmente feitas com carinho, amor e dedicação para com uma espécie tão magnífica como a Arara Azul. E o mais legal é ver que os frutos foram colhidos e continuarão sendo. A Estância Mimosa tem registrado aparições de Arara azul, e elas já estão aprendendo a usar os ninhos artificiais. Ficamos muito satisfeitos em contribuir com a natureza, este é o propósito do nosso ecoturismo. Ajudar a natureza a ficar cada vez mais forte e bonita”.

Thyago Sabino, gerente do atrativo, celebra também a parceria. “Quando fomos atrás do projeto, visando a parceria, tínhamos como objetivo de que a Estância Mimosa também fosse uma residência permanente dessas espécies, das araras em específico. Nossa ideia era oferecer condição ideal no ambiente. Depois de instalados os ninhos, com quase 1 ano de monitoramento, concluímos que estávamos certos a respeito de tudo que pensávamos: a Estância Mimosa é uma área com grande potencial para que essas espécies vivam bem”.

Além da Estância Mimosa, o Recanto Ecológico Rio da Prata e Lagoa Misteriosa, integrantes do Grupo Rio da Prata localizados em Jardim (MS), mantém a parceria com o projeto Arara Azul, desde fevereiro de 2012 quando foram instalados os primeiros ninhos artificiais nas dependências das fazendas.

Viagem de carro pelo Brasil! Como chegar a Bonito saindo das principais capitais

Há quem goste de viajar de carro em qualquer período do ano. Mas agora, por conta da atual situação, essa parece ter se tornado uma opção ainda mais viável, já que favorece o distanciamento social indicado como medida de segurança. Por isso, se você está considerando fazer uma viagem com a família, Bonito, no Mato Grosso do Sul, pode ser o seu próximo destino.

A maior parte do comércio e dos atrativos turísticos já está funcionando normalmente desde o dia 1º de julho, tendo adotado medidas indicadas pela Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal. A Estância Mimosa Ecoturismo, especificamente, conquistou o selo Safe Travel pelo World Travel & Tourism Council (WTTC), único órgão global que representa o setor privado de Viagens e Turismo. Recebemos ainda o selo Bonito Seguro, iniciativa de um programa do Sebrae e entidades do Sistema S.

Distância de algumas capitais do país

Referência nacional de ecoturismo, Bonito fica a cerca de 300km da capital do estado, Campo Grande. Assim, são menos de quatro horas na estrada. Se você mora na região e ainda não conhece o destino, essa pode ser uma ótima oportunidade.

Saindo de São Paulo, são pouco mais de 1 mil km. O que dá aproximadamente 14h de estrada. O percurso é mais longo, mas pode ser aliviado revezando os motoristas ou com breves paradas. Nada que impeça uma viagem bem planejada!

Do Rio de Janeiro, a distância sobe um pouco mais, cerca de 500km do que seria o trajeto de São Paulo. Uma alternativa é passar uma noite em uma hospedagem de confiança, em alguma cidade no meio do trajeto que também esteja seguindo as medidas preventivas recomendadas pelos órgãos responsáveis.

O mesmo vale para distâncias maiores, como para quem vem da região Sul do país, Norte ou Nordeste.

Dicas para o seu veículo

Ao contrário do que muitos pensam, mesmo em uma viagem de carro com motor 1.0 é possível visitar Bonito-MS. O importante é conhecer e/ou se informar sobre as estradas até chegar ao local. Também indicamos modelos mais altos, especialmente na época de chuvas.

Mas chegando ao seu destino, na hospedagem de sua escolha em segurança, é o principal. Se o seu carro for muito baixo, estando por aqui você pode optar pelo transfer da agência de viagens ou mesmo alugar outro modelo para o caso de ir até determinados atrativos.

No mais, aproveite a diversão! Informe-se sobre os protocolos adotados em cada estabelecimento, curta com responsabilidade e respeite a natureza!

Para as reservas aqui da Estância Mimosa Ecoturismo, você pode entrar em contato com uma agência de turismo da região. Mais informações pelo nosso Whatsapp: (67) 99616-3082.

Estância Mimosa está aberta para visitação turística

A Estância Mimosa Ecoturismo, passeio de cachoeiras em Bonito (MS), retomou as atividades turísticas no dia 01 de julho. Todas as medidas de prevenção ao novo coronavírus são aplicadas, para garantir a segurança de visitantes e colaboradores.

Entre as ações estão a intensificação da higienização dos ambientes e equipamentos, medição de temperatura dos visitantes, uso de máscara facial, horário agendado e grupos de tamanho reduzido e distanciamento social.

Os passeios no atrativo acontece todos os dias. O número de vagas foi reduzido, obedecendo às recomendações das autoridades de saúde. Cada grupo será formado por nove vistantes e será acompanhado por um guia de turismo

Estar em contato com a natureza é essencial para a saúde humana, em especial em um momento como este. Além de todos os benefícios que oferece, como ar puro, águas cristalinas e paisagens exuberantes, proporciona relaxamento e inspirações para a vida. Vale ressaltar que todos os ambientes e atividades oferecidas pela Estância Mimosa acontecem ao ar livre.

O roteiro do passeio de cachoeiras é o mesmo de antes da suspensão das atividades, com aproximadamente 4 horas de duração, incluindo caminhada em trilha pela mata ciliar do Rio Mimoso, observando as aves, diferentes espécies de animais além de uma vasta variedade de árvores. São 10 cachoeiras de tamanhos e formas variadas com ótimos locais para banho em piscinas naturais e uma plataforma de salto.

As medidas preventivas para a visita no atrativo inclui:

• O uso de máscaras é obrigatório. Recomendamos que os visitantes tragam suas próprias máscaras, preferencialmente mais de uma unidade, caso suje ou molhe.

• Distanciamento social: padronização de uma distância segura entre as pessoas, de no mínimo 1,5 metros.

• Higienização e EPIs: Higienização de todas as superfícies de contato manual com álcool 70% ou desinfetante clorado e de todos os equipamentos usados por visitantes. Fornecimento de álcool 70% em gel para uso de visitantes e guias de turismo. Fornecimento de equipamentos de proteção individual para colaboradores e exigir uso por visitantes quando necessário.

• Identificação de pessoas com suspeita: Medição de temperatura corporal e entrevista sobre sintomas visando identificar pessoas portadoras de sintomas da COVID-19. Caso seja identificado pessoas com sintomas, após a realização dos procedimentos realizados no atrativo, os mesmos serão encaminhados para diagnóstico adequado e isolamento.

Além do passeio de trilha e cachoeiras, a Estância Mimosa Ecoturismo oferece atividades opcionais como passeio a cavalo e observação de aves.

As reservas para o passeio são feitas pelas agências de turismo da região. Para mais informações entre em contato pelo Whatsapp (67) 99616-3082 ou acesse o site: www.estanciamimosa.eco.br.

Mora em Bonito e região? 3 razões pra desfrutar do polo de ecoturismo mais famoso do Brasil

Bodoquena, Miranda, Aquidauana, Nioaque, Guia Lopes da Laguna, Jardim e Porto Murtinho são algumas das cidades que fazem divisa com Bonito, o polo de ecoturismo mais famoso do Brasil, no Mato Grosso do Sul. Campo Grande, a capital do estado, fica a pouco menos de 300km.

Assim, se você mora na região, essa é uma ótima oportunidade para prestigiar o turismo local, se precisar deixar a cabeça mais leve, sem ter de ir muito longe. Listamos a seguir três razões para curtir a vida por aqui.

Destino segue protocolos de biossegurança

Bonito foi um dos primeiros destinos do Brasil a implantar protocolos de biossegurança para voltar à operação nesse momento de pandemia pelo novo coronavírus. Aqui na Estância Mimosa Ecoturismo, recebemos o selo Safe Travels, especialmente desenvolvido para que os viajantes reconheçam empresas e governos que adotaram protocolos globais de saúde e higiene ao redor do mundo.

Assim, você pode viver a experiência de uma “Viagem Segura”!

Viagens locais são a nova tendência (pelo menos por enquanto)

Simplicidade, viagens curtas, segurança e o turismo familiar são as principais tendências para os próximos quatro anos – aponta o futurologista Ian Yeoman, que é também professor na Victoria University of Wellington, na Nova Zelândia. Além disso, o “novo turista” está cada vez mais preocupado com a natureza e com a saúde. A cara do polo de ecoturismo mais famoso do Brasil, Bonito-MS, não é mesmo?

Estar ao ar livre faz bem

É indiscutível que estar em meio à natureza, respirar ar puro, caminhar e ouvir o canto dos pássaros – além de dar um mergulho refrescante – fazem mais do que bem pro corpo e para a alma. A gente sente na pele! Mas tem estudos que comprovam esses benefícios, inclusive nesse período de distanciamento social.

O nosso último texto aqui no blog fala em detalhes sobre como pode te fazer bem estar ao ar livre, tanto para a saúde física quanto para a saúde mental. Citamos ainda o fato de que o risco de contaminação pelo novo coronavírus é muito menor em ambientes abertos. Mais uma razão para curtir com tranquilidade, seguindo todos os protocolos.

Aqui na Estância Mimosa Ecoturismo a gente garante fazer da sua viagem a melhor possível!

As reservas para o passeio são feitas pelas agências de turismo da região. Para mais informações entre em contato pelo Whatsapp (67 99616-3082) ou acesse o site: www.estanciamimosa.eco.br.

Benefícios da vida ao ar livre em tempos de Covid-19 e como agir com segurança

Como tornar a vida mais leve mantendo a segurança nesse momento? Como já divulgamos por aqui, a Estância Mimosa, assim como todos os atrativos doo Grupo Rio da Prata, conquistou o selo Safe Travel do World Travel & Tourism Council (WTTC). Isso significa que adotamos todos os procedimentos indicados para a sua segurança durante um passeio ao ar livre.

Dito isso, listamos a seguir os benefícios de estar em contato com a natureza nesse período.

É bom para a sua saúde mental

A saúde mental também é primordial nesse momento. E nada melhor que poder estar em contato com a natureza, ao ar livre, para aliviar a mente nesse período de distanciamento social. Você pode aproveitar esses momentos para relaxar.

Entre os benefícios estão a recuperação da saúde mental, alívio do estresse, mais concentração, criatividade e melhoria na concentração a curto prazo. Se você estiver trabalhando em casa, por exemplo, essa pode ser uma oportunidade de dar uma pausa para depois melhorar o seu desempenho. Se estiver com a família, vocês podem fazer um passeio juntos num ambiente aberto.

Estudos indicam que bastam 45 minutos diários ao ar livre para obtermos resultados positivos para a saúde.

É bom para o seu corpo

A revista GoOutside também criou um guia com regras de como ir ao ar livre durante o período. A publicação fala de um estudo conduzido pelo Centro Médico da Universidade de Georgetown, que reconhece o papel que a luz solar tanto na produção de vitamina D e na liberação de serotonima – substância que, entre os neurônios, produz a sensação de bem-estar – quanto na resposta imune do nosso corpo.

“Passar o tempo ao ar livre tem sido associado a uma série de benefícios à saúde, desde menor incidência de diabetes até diminuição da pressão arterial. Pode até diminuir o risco de ataque cardíaco”, diz a publicação.

O mesmo para manter uma rotina de exercícios físicos. E aqui na Estância Mimosa você caminha pela trilha que leva às cachoeiras. Outra orientação médica é ainda o fundamental consumo de frutas, verduras, hortaliças e alimentos naturais e frescos. Aqui, nossos alimentos são orgânicos, colhidos da própria horta, e servidos em nosso almoço à la carte nesse período.

Esse é o pacote básico de recomendações de saúde que não muda nem em tempos de pandemia.

Em segurança para a sociedade

De acordo com a bióloga Terimar Moresco, em publicação da Universidade Federal de Santa Maria (UFMS) “a contaminação por via aérea é menor em ambientes abertos ou com circulação de ar natural”.  Além disso, aqui na Estância Mimosa o uso de máscaras é obrigatório, assim como o distanciamento social com padronização de uma distância segura entre as pessoas, de no mínimo 1,5 metros.

Confira em detalhes todos os outros procedimentos que adotamos seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde (OMS) desde a reabertura no dia 1º de julho.

Com base em tudo o que foi dito e que tem sido feito por aqui, esperamos a sua visita. Temos 10 cachoeiras e nove pontos de banho para você contemplar e se refrescar ao ar livre, além de passeio a cavalo e observação de aves.

As visitas à Estância Mimosa Ecoturismo devem ser feitas através das agências de turismo da região. Para saber como fazer uma reserva, acesse: bit.ly/ondecomprar-mimosa.

Banho de cachoeira em Bonito? Só se for em segurança!

Segurança é a palavra-chave quando você está viajando em busca de experiências na natureza. E aqui na Estância Mimosa Ecoturismo é assunto sério, levado à risca. Tanto, que ainda em 2011, a RPPN se tornou o primeiro atrativo a receber uma certificação ISO nas modalidades caminhada e banho de cachoeira em Bonito-MS. Mas sabe o que isso significa para você, turista?

“Toda atividade em meio a natureza oferece riscos, e é impossível controlar todos eles. Contudo podemos diminuir os mesmos através de procedimentos preventivos. A auditoria da ABNT certifica anualmente a importância que damos ao ecoturismo de qualidade proporcionando ao visitante a maior segurança possível”, explica o gerente da Estância Mimosa Thyago Sabino.

Como isso impacta o turista?

Na prática, receber essa certificação comprova o nosso compromisso com o seu bem-estar, seu conforto e sua experiência aqui com a gente, com máxima qualidade dos produtos e serviços prestados nas atividades em meio à natureza.

Através do nosso Sistema de Gestão de Segurança (SGS), aplicamos a Norma NBR ISO 21.101. Ela basicamente estabelece os requisitos mínimos para prestar serviços e promover experiências de turismo de aventura com segurança. Significa que você pode se aventurar e curtir a natureza tranquilamente!

Isso vai desde o treinamento da equipe, e guias, as placas de sinalização na trilha, até equipamentos para cada atividade, como boias ou coletes para o seu banho de cachoeira em Bonito. Alguns detalhes importantes que fazem toda a diferença para fazer da sua vivência a melhor experiência possível.

Resumindo, o SGS é uma cultura de boas práticas que busca minimizar os riscos das atividades em ambientes naturais, através de quatro ações principais:

1 – Tornar os visitantes conscientes dos riscos envolvidos nas atividades na natureza;

2 – Inventariar, analisar e minimizar os riscos da operação turística, aumentando a segurança do visitante;

3 – Organizar os procedimentos de tratamento e atendimento de emergências.

4 – Capacitar anualmente os colaboradores e guias em primeiros socorros e atendimento a emergências.

Como a Estância Mimosa Ecoturismo conquistou a certificação

Uma das missões de sustentabilidade da Estância Mimosa é promover a conduta consciente em ambientes naturais, por meio da prática da atividade turística de baixo impacto ambiental, assim como de práticas consagradas de segurança no turismo de aventura.

Assim, em 2008, o atrativo iniciou a sua participação no programa Aventura Segura da ABETA (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura), em parceria com SEBRAE e Ministério do Turismo 2008 e 2010. Através do programa, a Estância Mimosa realizou a implantação do seu Sistema de Gestão de Segurança, o qual consiste em uma série de documentos, ações e procedimentos que visam prevenir a ocorrência de acidentes nas atividades de ecoturismo.

Então, em 2010, este sistema recebeu a auditoria da ABNT Certificadora, que resultou na certificação do sistema, comprovando que ele atende aos requisitos das normas da ABNT ISO 21101 e normas relacionadas às atividades. Desde então, a Estância Mimosa mantém esta certificação através de auditorias anuais realizadas por um auditor externo.

“Somos privilegiados, pois trabalhamos em uma empresa que é a 1ª a obter a certificação em caminhada e banho de cachoeira em Bonito, considerado um dos melhores destinos de ecoturismo do país. Isso mostra o empenho de toda a equipe e diretoria, que ao longo do tempo vem se aprimorando para atender todas as exigências do sistema”, completa Thyago.

Viu só como tem gente que se preocupa com você? Logo podemos viver juntos os melhores momentos da vida ao ar livre! Até breve!

Viagem dos sonhos tem sabor de doce de leite da fazenda em Bonito-MS

Quem pensa em Bonito-MS já logo lembra da sua aptidão pro ecoturismo, como um lugar para uma viagem dos sonhos: natureza preservada, paisagens belíssimas, cachoeiras refrescantes, rios e lagoas e lagos com águas cristalinas e grande diversidade, tanto da fauna quanto da flora locais. Mas se tem outra coisa que encanta a todos os turistas do Brasil e do mundo e marca na memória é o doce de leite artesanal da Estância Mimosa Ecoturismo.

Ele é o queridinho das sobremesas, feito artesanalmente, o mais pedido e o mais devorado depois de uma manhã repleta de atividades em meio à natureza. E é um dos fatores que vai ativar sua memória gustativa e transformar sua estadia aqui na viagem dos sonhos.

Receita familiar e preparado na própria fazenda

Levando apenas leite (produzido na fazenda), açúcar e bicarbonato, o doce de leite da Estância Mimosa Ecoturismo segue uma receita original da família dos proprietários. Receita que é seguida pela Dona Dina, que trabalha conosco há 9 anos e é a responsável, junto com outras 4 pessoas, por toda produção na cozinha, inclusive pelas sobremesas e doces da fazenda.

Mas não é apenas a receita que faz este doce de leite ser o que ele é. A grande diferença é a forma de fazer. Além do amor e carinho para você guardar na memória os sabores e experiências vividas na fazenda, o doce de leite é feito num tacho enorme.

O tacho, então, é levado ao forno à lenha, onde fica por aproximadamente 8 horas (!) até chegar no ponto ideal de cozimento. E pronto, a partir daí é só saborear essa delícia de doce. Sabe aquela expressão “raspar o tacho”? Pois é, imagina só raspar esse tacho de doce de leite da fazenda, hmmm…

Vale dizer que todo processo de produção do nosso doce de leite é artesanal, desde a ordenha à cocção no fogão à lenha, e até o envase quando necessário. E, diariamente, são produzidos e consumidos em média 70 litros de doce de leite(!!). É bastante coisa, não?!

E, vamos combinar, depois de se divertir na trilha e nas cachoeiras e de relaxar na natureza, nada melhor do que saborear um almoço típico da roça e um doce de leite artesanal da fazenda, não é mesmo? É para repor as energias.

Toda produção  é consumida na fazenda…..  pra produção de doce, queijo, cachorradinha e outras receitas para visitantes e funcionários

Que tal levar esse gostinho contigo?

Melhor ainda: além de degustar nosso doce de leite como sobremesa à vontade no buffet, você pode presentear quem você gosta com a nossa iguaria, já que temos potes à venda na lojinha da fazenda.

O doce de leite artesanal também é usado em outros restaurantes da região, entre eles um dos mais tradicionais daqui, o Casa do João.  A La Crepierri também o utiliza como recheio para um de seus deliciosos crepes.

Tudo isso você encontra aqui em Bonito, onde sua viagem dos sonhos acontece!