Parceria entre Estância Mimosa Ecoturismo e Instituto Arara Azul completa 1 ano

Em setembro de 2019, a Estância Mimosa Ecoturismo, passeio de cachoeiras em Bonito (MS), iniciou a parceria com o Instituto Arara Azul e, por meio dela, 10 ninhos artificiais foram instalados em diferentes locais.

O objetivo da parceria é de que os ninhos sejam utilizados como abrigo tanto para as araras azuis (Anodorhynchus hyacinthinus), bem como de outras como a arara-vermelha e a arara-canindé, além de auxiliar na reprodução das espécies.

Na ocasião, 4 ninhos foram instalados na área da Estância Mimosa e também às margens da Reserva Particular do Patrimônio Natural – RPPN. Em outubro foram instalados mais 4 e em novembro de 2019, mais 2 ninhos.

O Instituto Arara Azul compartilhou um relatório sobre as ações e resultados em 1 ano de parceria. Entre os ninhos instalados, destaca-se o “Ninho 2322”, o mais explorado pelas araras azuis no atrativo. “As aves foram fotografadas várias vezes, entrando e saindo do ninho. Entretanto, neste período reprodutivo ainda não ocuparam o local para se reproduzir, mas foi um bom sinal de que as araras da região já encontraram os ninhos e, possivelmente, em anos posteriores poderão ocupar algumas das caixas instaladas”.

Luiza Coelho, Diretora de Sustentabilidade do Grupo Rio da Prata, revela a satisfação em somar esforços em prol da natureza. “Ficamos emocionados quando vemos um trabalho tão difícil e de longo prazo como este do Instituto Arara Azul e do Instituto Arte do Fazer, ações realmente feitas com carinho, amor e dedicação para com uma espécie tão magnífica como a Arara Azul. E o mais legal é ver que os frutos foram colhidos e continuarão sendo. A Estância Mimosa tem registrado aparições de Arara azul, e elas já estão aprendendo a usar os ninhos artificiais. Ficamos muito satisfeitos em contribuir com a natureza, este é o propósito do nosso ecoturismo. Ajudar a natureza a ficar cada vez mais forte e bonita”.

Thyago Sabino, gerente do atrativo, celebra também a parceria. “Quando fomos atrás do projeto, visando a parceria, tínhamos como objetivo de que a Estância Mimosa também fosse uma residência permanente dessas espécies, das araras em específico. Nossa ideia era oferecer condição ideal no ambiente. Depois de instalados os ninhos, com quase 1 ano de monitoramento, concluímos que estávamos certos a respeito de tudo que pensávamos: a Estância Mimosa é uma área com grande potencial para que essas espécies vivam bem”.

Além da Estância Mimosa, o Recanto Ecológico Rio da Prata e Lagoa Misteriosa, integrantes do Grupo Rio da Prata localizados em Jardim (MS), mantém a parceria com o projeto Arara Azul, desde fevereiro de 2012 quando foram instalados os primeiros ninhos artificiais nas dependências das fazendas.

Mora em Bonito e região? 3 razões pra desfrutar do polo de ecoturismo mais famoso do Brasil

Bodoquena, Miranda, Aquidauana, Nioaque, Guia Lopes da Laguna, Jardim e Porto Murtinho são algumas das cidades que fazem divisa com Bonito, o polo de ecoturismo mais famoso do Brasil, no Mato Grosso do Sul. Campo Grande, a capital do estado, fica a pouco menos de 300km.

Assim, se você mora na região, essa é uma ótima oportunidade para prestigiar o turismo local, se precisar deixar a cabeça mais leve, sem ter de ir muito longe. Listamos a seguir três razões para curtir a vida por aqui.

Destino segue protocolos de biossegurança

Bonito foi um dos primeiros destinos do Brasil a implantar protocolos de biossegurança para voltar à operação nesse momento de pandemia pelo novo coronavírus. Aqui na Estância Mimosa Ecoturismo, recebemos o selo Safe Travels, especialmente desenvolvido para que os viajantes reconheçam empresas e governos que adotaram protocolos globais de saúde e higiene ao redor do mundo.

Assim, você pode viver a experiência de uma “Viagem Segura”!

Viagens locais são a nova tendência (pelo menos por enquanto)

Simplicidade, viagens curtas, segurança e o turismo familiar são as principais tendências para os próximos quatro anos – aponta o futurologista Ian Yeoman, que é também professor na Victoria University of Wellington, na Nova Zelândia. Além disso, o “novo turista” está cada vez mais preocupado com a natureza e com a saúde. A cara do polo de ecoturismo mais famoso do Brasil, Bonito-MS, não é mesmo?

Estar ao ar livre faz bem

É indiscutível que estar em meio à natureza, respirar ar puro, caminhar e ouvir o canto dos pássaros – além de dar um mergulho refrescante – fazem mais do que bem pro corpo e para a alma. A gente sente na pele! Mas tem estudos que comprovam esses benefícios, inclusive nesse período de distanciamento social.

O nosso último texto aqui no blog fala em detalhes sobre como pode te fazer bem estar ao ar livre, tanto para a saúde física quanto para a saúde mental. Citamos ainda o fato de que o risco de contaminação pelo novo coronavírus é muito menor em ambientes abertos. Mais uma razão para curtir com tranquilidade, seguindo todos os protocolos.

Aqui na Estância Mimosa Ecoturismo a gente garante fazer da sua viagem a melhor possível!

As reservas para o passeio são feitas pelas agências de turismo da região. Para mais informações entre em contato pelo Whatsapp (67 99616-3082) ou acesse o site: www.estanciamimosa.eco.br.

Placas de identificação de espécies de árvores são instaladas na RPPN Estância Mimosa

Propiciar aos visitantes uma experiência diferenciada junto à natureza é um dos propósitos da Estância Mimosa Ecoturismo, passeio de cachoeiras em Bonito (MS). Seguindo essa diretriz, foram instaladas na trilha de acesso às cachoeiras, 40 placas de identificação das espécies de árvores na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Estância Mimosa.

Nádia Pisetta, bióloga do Grupo Rio da Prata, revela que “a identificação das espécies de árvores e instalação de placas interpretativas nas trilhas de visitação ecoturísticas representa um grande ganho para a RPPN”.

Esses recursos são explorados pelo guia de turismo local, o qual leva conhecimento científico antes restrito para os técnicos da área para os visitantes, agregando valor a atividade e promovendo educação ambiental”, acrescenta.

A RPPN Estância Mimosa abriga a mata ripária do rio Mimoso, fragmentos de florestas estacionais e cerrado, uma amostra da flora encontrada na Serra da Bodoquena.

Veja o vídeo:

As placas instaladas foram:

Aguaí (Chrysophyllum gonocarpum);
Alazão (Terminalia mameluco);
Alecrim-do-campo (Holocalyx balsanae);
Amendoim-bravo (Pterogyne nitens);
Amora-branca (Maclura trinctoria);
Angico-vermelho (Anadenanthera macrocarpa);
Aroeira (Myracrodruon urundeuva);
“Bananinha” (Cf. Capparis prisca);
Bocaiúva (Acrocomia aculeata);
Cagaitá (Stenocalyx dysintericus);
Canafístula (Peltophorum dubium);
Canela-preta (Nectandra megapotamica);
Canela-branca (Nectandra membranacea);
Canjarana (Guarea kunthiana);
Canjarana (Guarea canjarana);
Caraguatá (Bromelia balsanae);
Catiguá (Trichilia claussenii);
Cedro (Cedrela fissilis);
Cerveja-de-pobre (Agonandra brasiliensis);
Coração-de-negro (Poecilanthe parviflora);
Mulungu (Erythrina mulungu);
Espeteiro (Casearia gossypiosperma);
Falso-ingá (Lanchocarpus sericeus);
Figueira (Ficus insipida);
Goiabinha (Psidium sartonianum);
Gonçalo-alves (Astronium fraxinifolium);
Guanandi (Calophyllum brasiliense);
Jaracatiá (Jaracatia spionsa);
Jatobá-mirim (Guibourtia hymenifolia);
Jenipapo (Genipa americana);
Limãozinho-do-mato (Ximenia americana);
Louro (Cordia cf. trichotoma);
Mamica-de-porca (Zanthoxylum rhoifolium);
Maria-preta (Averrhoidium paraguaiense);
Marinheiro (Guarea guidonia);
Monjoleiro (Acacia cf. polyphylla);
Peroba-rosa (Aspidosperma polyneuron);
Pitomba (Talisia esculenta);
Sepultá (Salacia elliptica).

Viagem dos sonhos tem sabor de doce de leite da fazenda em Bonito-MS

Quem pensa em Bonito-MS já logo lembra da sua aptidão pro ecoturismo, como um lugar para uma viagem dos sonhos: natureza preservada, paisagens belíssimas, cachoeiras refrescantes, rios e lagoas e lagos com águas cristalinas e grande diversidade, tanto da fauna quanto da flora locais. Mas se tem outra coisa que encanta a todos os turistas do Brasil e do mundo e marca na memória é o doce de leite artesanal da Estância Mimosa Ecoturismo.

Ele é o queridinho das sobremesas, feito artesanalmente, o mais pedido e o mais devorado depois de uma manhã repleta de atividades em meio à natureza. E é um dos fatores que vai ativar sua memória gustativa e transformar sua estadia aqui na viagem dos sonhos.

Receita familiar e preparado na própria fazenda

Levando apenas leite (produzido na fazenda), açúcar e bicarbonato, o doce de leite da Estância Mimosa Ecoturismo segue uma receita original da família dos proprietários. Receita que é seguida pela Dona Dina, que trabalha conosco há 9 anos e é a responsável, junto com outras 4 pessoas, por toda produção na cozinha, inclusive pelas sobremesas e doces da fazenda.

Mas não é apenas a receita que faz este doce de leite ser o que ele é. A grande diferença é a forma de fazer. Além do amor e carinho para você guardar na memória os sabores e experiências vividas na fazenda, o doce de leite é feito num tacho enorme.

O tacho, então, é levado ao forno à lenha, onde fica por aproximadamente 8 horas (!) até chegar no ponto ideal de cozimento. E pronto, a partir daí é só saborear essa delícia de doce. Sabe aquela expressão “raspar o tacho”? Pois é, imagina só raspar esse tacho de doce de leite da fazenda, hmmm…

Vale dizer que todo processo de produção do nosso doce de leite é artesanal, desde a ordenha à cocção no fogão à lenha, e até o envase quando necessário. E, diariamente, são produzidos e consumidos em média 70 litros de doce de leite(!!). É bastante coisa, não?!

E, vamos combinar, depois de se divertir na trilha e nas cachoeiras e de relaxar na natureza, nada melhor do que saborear um almoço típico da roça e um doce de leite artesanal da fazenda, não é mesmo? É para repor as energias.

Toda produção  é consumida na fazenda…..  pra produção de doce, queijo, cachorradinha e outras receitas para visitantes e funcionários

Que tal levar esse gostinho contigo?

Melhor ainda: além de degustar nosso doce de leite como sobremesa à vontade no buffet, você pode presentear quem você gosta com a nossa iguaria, já que temos potes à venda na lojinha da fazenda.

O doce de leite artesanal também é usado em outros restaurantes da região, entre eles um dos mais tradicionais daqui, o Casa do João.  A La Crepierri também o utiliza como recheio para um de seus deliciosos crepes.

Tudo isso você encontra aqui em Bonito, onde sua viagem dos sonhos acontece!

Estância Mimosa Ecoturismo X Covid-19

Diante do nosso compromisso social e do papel do ecoturismo, a Estância Mimosa Ecoturismo paralisa suas visitações a partir do dia 23 de março, por tempo indeterminado. Estamos conscientes do atual cenário que se alastra pelo Brasil e pelo mundo diante do COVID-19. Cuidem de si e dos outros, com muito respeito, permaneçam em casa na medida do possível. Assim faremos!

O momento é de prudência e sabemos que, quanto mais cedo agirmos, melhor para todos. Por isso, nessa hora, seguimos as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde. Entendemos que o isolamento social é fundamental para evitar o contágio e proliferação do novo coronavírus.

Lembrem-se:

• Higienizem constantemente as mãos;
• Pratiquem o distanciamento social, principalmente em relação as pessoas do grupo de risco.
• Remarque suas viagens, não cancele! Isso ajuda as empresas, especialmente as pequenas, e a economia. Sua experiência incrível aqui em Bonito vai acontecer no futuro.

Estar ao lado e cuidar da natureza nos ensina muito. Praticar o ecoturismo só faz bem pra mente e pro corpo, aumenta a imunidade e nossa saúde como um todo.

E quando tudo passar, nós da Estância Mimosa Ecoturismo, do Grupo Rio da Prata, estaremos de volta, lado a lado da natureza! Enquanto isso, acompanhe os nossos conteúdos por aqui.

6 motivos que fazem da Estância Mimosa um dos melhores atrativos de ecoturismo em Bonito

Ouvir o som dos pássaros, sentir de perto a natureza, se refrescar em águas cristalinas, relaxar na rede e esquecer dos problemas. Já pensou experimentar tudo isso em apenas um dia? Não importa o seu perfil de turista, se está sozinho, viajando em casal, amigos ou com a família, a Estância Mimosa Ecoturismo é pra todo tipo de turista. Para comprovar, colocamos 6 motivos que fazem dela um dos melhores atrativos em Bonito-MS.

1- Conexão de verdade com a natureza

Se você quer uma integração de verdade com a natureza e a vida ao ar livre, a antiga fazenda que virou receptivo turístico possui 80% de sua extensão de florestas naturais e morros típicos da morraria da Serra da Bodoquena. E é entre a mata ciliar do Rio Mimoso, por exemplo, que se chega ao total de 10 cachoeiras, uma mais bela que a outra, com 9 paradas para banho e piscinas naturais, além de pequenas grutas.

Através de uma trilha contemplativa e interpretativa, crianças, casais, famílias e quem gosta de se aventurar sozinho pela natureza podem se deparar com aves típicas da região e outros animais. Para se ter ideia, mais de 250 aves já foram registradas, cativante para os passarinheiros de plantão fazerem seus cliques, além de mais de 30 mamíferos observados!

Além disso, também tem o passeio a cavalo, pra quem quer uma interação ainda maior com a natureza. Seja para crianças ou adultos, a atividade é relaxante e completamente segura, e você ainda pode ouvir histórias da região e da cultura pantaneira.

Isso que é sintonia com natureza! E que acontece muito por ser o único atrativo de ecoturismo em Bonito que possui passeio de trilha e cachoeiras dentro de uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN).

2- É totalmente seguro

Segurança é palavra-chave no ecoturismo e está presente em toda nossa operação, em todas atividades. Não à toa, a Estância Mimosa foi o primeiro atrativo de Bonito-MS que recebeu uma certificação ISO na modalidade caminhada e banho de cachoeiras, a Norma NBR ISO 21.101.

Ela basicamente estabelece os requisitos mínimos para prestar serviços e promover experiências de turismo de aventura. Isso significa que você pode se aventurar e curtir a natureza tranquilamente!

3- Experiência enriquecedora com guias capacitados

A condução dos grupos de turistas fica por conta da nossa equipe de guias capacitados, que além de deixarem sua experiência mais segura, a torna ainda mais enriquecedora. Como são locais e conhecem muito bem a região, passam muitas informações, desde a geografia local e cultura, até sobre a fauna e flora encontradas na fazenda.

Além disso, eles trabalham também para difundir a sensibilização ambiental, de como se portar numa trilha e ser um turista consciente. Porque ecoturismo também é conhecimento, certo?

4- Dá para fazer em um dia apenas

Quem está com a agenda apertada e tem poucos dias para fazer ecoturismo em Bonito, não precisa se preocupar com o tempo. A Estância Mimosa é um passeio de um dia, então dá pra encaixar na sua programação tranquilamente.

A duração do passeio de ecoturismo é de aproximadamente 4 horas, dependendo do ritmo do grupo e do tempo de permanência nas cachoeiras, piscinas naturais e decks de contemplação.

Passeio de trilha e banho de cachoeira pela manhã. Na sequência um delicioso almoço típico da roça e uma cavalgada ao pôr do sol, que tal? Tudo isso você pode fazer em apenas um dia, que com certeza será inesquecível, cheio de experiências!

5- É bom o ano todo!

Tem muito destino e atrativo de ecoturismo em Bonito e no Brasil inteiro que tem as melhores épocas para visitar, né? E é aí que a Estância Mimosa também é diferente, porque aqui você pode vir o ano inteiro, em qualquer época. Tem tanta coisa gostosa pra fazer que você vai se arrepender só se não vier mesmo.

6- Tem comida da roça e um redário pra você relaxar

Depois de uma manhã cheia de atividades em meio à natureza, é mais do que merecido comer bem e de forma saudável, não é mesmo? Aqui você encontra um almoço típico da roça, com receitas regionais e folhas e verduras vindas diretamente da fazenda, da nossa horta orgânica para o seu prato.

Depois, uma degustação de doces também da fazenda, com destaque para o nosso doce de leite cremoso e delicioso, completamente artesanal. Que delícia! Ah…após tudo isso, nada melhor do que deitar na rede e tirar uma pestana pra relaxar e guardar na mente cada experiência, hein?!

Há motivos de sobra para você conhecer a Estância Mimosa, em qualquer dia, quando vier fazer ecoturismo em Bonito, seja sozinho, com os amigos, namorado(a) ou em família. A fazenda está localizada está a 24 km do centro de Bonito, sendo 18 km asfaltado pela estrada MS 178 e 6 km de estrada interna cascalhada.

Ecoturismo com alimentação saudável, uma combinação que você vai amar (e vai querer repetir)

Imagine só se, depois de um dia inteiro em contato com a natureza, fazendo trilha, contemplando a fauna e flora, passeando a cavalo e mergulhando nas cachoeiras, você pudesse ter uma outra experiência com a gastronomia local de uma região. Aqui na Estância Mimosa, a alimentação saudável faz parte do seu roteiro e da sua experiência. E você vai se deliciar com as cores, aromas e sabores que chegam até a nossa mesa.

Oferecer uma alimentação saudável e de qualidade é uma das missões do nosso atrativo. O que queremos é também levar aos turistas um pouco da identidade sul-mato-grossense, que vem da gastronomia local.

E muito do que chega ao seu prato, vem daqui mesmo, da nossa fazenda, sabia? As folhas verdes da salada, flores comestíveis e ervas aromáticas servidas no buffet são colhidas frescas, todos os dias, na nossa horta orgânica, projeto que NÃO utiliza agrotóxicos ou defensivos químicos. Tudo pra você sentir o sabor da roça, fresquinho, direto da terra.

Vale lembrar que todos os alimentos não consumidos durante um dia são destinados à alimentação das galinhas e suínos, mantendo um ciclo de alimentação com o mínimo de desperdício possível.

Alimentação saudável com gostinho da fazenda, feito no forno a lenha

Os pratos regionais, típicos da roça, servidos no almoço, aquecem a alma e conquistam os turistas, seja na refeição principal ou na sobremesa. Quer ver só?

Que tal, por exemplo, um delicioso arroz carreteiro com carne ao molho pantaneiro? Ou então uma sopa paraguaia? Talvez um pouco de feijão com linguiça para repor as energias? Hmmm…

São algumas das deliciosas opções que fazem parte da gastronomia local e do dia a dia dos pantaneiros, e vale a pena você degustar um pouco de cada prato disponível no bufffet. Ainda mais quando feito no fogão a lenha, fica ainda mais com aquele gostinho de fazenda, não é mesmo?

Ah! Vale lembrar que é bom você deixar um espaço para a sobremesa…

Pra você se deliciar com uma guloseima pós almoço, opções também não faltam. Como doces de frutas típicas da região, arroz doce e queijo fresco direto da nossa fazenda. Além do nosso já mundialmente conhecido, o tradicional doce de leite da Estância Mimosa – preparado artesanalmente com leite produzido pelo próprio gado da fazenda e que permanece de 8 a 10 horas no fogo até ficar naquele ponto ideal para consumo, e que dá água na boca!

Projeto Horta Orgânica

O produto orgânico promove uma alimentação saudável e leve e, aqui na Estância Mimosa, provém de um sistema de cultivo que observa e se adequa às leis da natureza. Além disso, todo o manejo agrícola está baseado no respeito ao meio ambiente, assim como todas as atividades turísticas executadas no atrativo.

Da nossa horta vem todo o verde que chega ao seu prato, como as folhas verdes e hortaliças. Nela, então, são cultivados o almeirão, a cebolinha, coentro, manjericão, alho-poró, alecrim, e até flores comestíveis que embelezam os pratos e alimentam. Além disso, recentemente recebemos novas mudas de couve, repolho, abóbora, tomate, alface crespa e americana para aumentar ainda mais as opções saudáveis e frescas.

Agora só falta você vir nos visitar para saborear as delícias típicas da roça, com direito a uma alimentação saudável e curtindo um dia inteiro em meio a natureza. Para saber como fazer uma reserva, acesse: http://bit.ly/2Tl6zjq.

4 motivos para incluir a Estância Mimosa em seu roteiro de carnaval em Bonito-MS

Quer fugir da folia do asfalto, de todo aquele glitter, purpurina e ruas lotadas de gente, mas ainda não sabe pra onde ir? Passar uns dias conectado à natureza pode ser uma ótima opção, principalmente se você prefere relaxar a mente e corpo, recarregar as energias e ter um momento de paz e tranquilidade. Por isso, confira 4 motivos que fazem da Estância Mimosa Ecoturismo uma parada obrigatória se você vier para o carnaval em Bonito-MS.

A 297km de distância de Campo Grande, capital sul-mato-grossense, o atrativo é o único na cidade de Bonito que oferece atividades de trilha, passeio a cavalo e visita a cachoeiras em uma RPPN (Reserva Particular de Patrimônio Natural), ideal para passar o dia.  

Confira abaixo os 4 motivos para incluir a Estância Mimosa no seu roteiro de carnaval em Bonito.

1 – Trilhas e cachoeiras para ter uma verdadeira conexão

É cada vez mais necessária essa reconexão com os ambientes naturais, uma vez que diversos estudos evidenciam os benefícios do contato com a natureza para o corpo e a mente. E, se você busca se divertir e aproveitar o que a vida ao ar livre pode te oferecer, a Estância Mimosa Ecoturismo propõe um passeio de trilha e cachoeiras encantadoras.

São pequenos grupos de no máximo 12 turistas, sempre acompanhados por um guia de turismo especializado que percorrem a trilha pela mata ciliar do rio Mimoso. No trajeto é possível contemplar as belezas da fauna e flora, além de avistar animais silvestres, ouvindo o som que vem da mata, seus cheiros e sensações.

Foto: Daniel De Granville

Prepare-se: são 10 cachoeiras de águas cristalinas em apenas um dia, de tamanhos e formas variadas. Piscinas naturais, esculpidas pelo processo do tempo, e uma vista privilegiada da morraria da Serra da Bodoquena.

2 – Observação de aves e da vida silvestre

Para quem adora se deparar com animais silvestres, aqui é o lugar ideal. Passar o carnaval e m Bonito é poder se deparar com uma ave ou um animal que você só vê na TV ou em fotos.

Carnaval em Bonito - Observação de Aves
Surucuá-de-barriga-vermelha

E, se falarmos sobre observação de aves, ou birdwatching, a atividade é um passatempo que cresce no mundo todo, sobretudo no Brasil, país que abriga cerca de 18% da diversidade mundial de pássaros, só para citar um exemplo.

Com mais de 250 espécies de aves catalogadas dentro da fazenda, como tiriba-fogo, pipira-vermelha e o udu-de-coroa-azul (ave símbolo de Bonito), e mais de 30 mamíferos registrados dentro da fazenda, a Estância Mimosa possui uma grande biodiversidade, o que engrandece ainda mais a sua experiência.

3 – Tranquilidade num delicioso passeio a cavalo

Se é contato com a natureza que você quer, uma cavalgada pode proporcionar sensações deliciosas. Seja para adultos ou crianças, na Estância Mimosa você pode praticar o passeio a cavalo pelas matas e morrarias da região, num roteiro para conhecer ainda mais a cultura local.

Passeio a cavalo
Passeio a cavalo

A atividade é realizada em grupos de até oito visitantes, sempre acompanhados por um monitor experiente que durante o percurso conta um pouco sobre as histórias da região.

Com cavalos mansos e treinados, que te levam para vislumbrar cenários e paisagens de tirar o fôlego, o passeio oferece toda a segurança necessária para momentos de diversão e tranquilidade que você procura.

4 – Comida típica da roça e sobremesa de dar água na boca

Depois de um dia vivenciando e curtindo o que há de melhor na natureza, o corpo pede uma pausa, seja para descansar ou recompor as energias. Então, nada melhor que uma deliciosa comida típica da roça, pra aquecer o coração.

Quando o assunto é gastronomia, a Estância Mimosa prepara tudo com muito cuidado, com elementos típicos da cultura local:o arroz carreteiro, a sopa paraguaia, carne ao molho pantaneiro, feijão com linguiça, entre outros.

As folhas verdes da salada servidas no buffet são colhidas frescas, todos os dias, na própria horta orgânica projetada na fazenda, estimulando uma alimentação saborosa e saudável.

E, para finalizar, os doces caseiros que se destacam na gastronomia do atrativo, como o tradicional doce de leite, doces de frutas típicas da região, além de queijo fresco, também produzidos na própria fazenda. Hmmm, a boca chega a salivar!

Viu só, motivos não faltam para incluir a Estância Mimosa Ecoturismo no seu roteiro de carnaval em Bonito. Um dos destinos mais procurados no Brasil e no mundo, seja por sua grande biodiversidade, paisagens e infraestrutura para o turismo, sinônimo de organização e profissionalismo. Venha desfrutar de um dia inteiro intenso, com muita natureza e vida ao ar livre!

Imagens de natureza inspiradoras: Bonito de um jeito que você nunca viu

Que Bonito é um dos lugares com um dos visuais mais exuberantes do Brasil você já sabe. A cidade localizada a 298km de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, tem tudo o que um viajante apaixonado pela vida ao ar livre quer. Neste vídeo, apresentamos imagens de natureza absolutamente exuberantes – tendo como palco principal a Estância Mimosa Ecoturismo.

Localizado na zona rural da cidade, o atrativo tem paisagens cênicas que fazem quem já conhece querer voltar, e quem ainda não foi ter vontade de visitar. São 10 cachoeiras de água cristalina, 9 paradas para banhos deliciosos, piscinas naturais, mais de 250 espécies de aves catalogadas, um passeio a cavalo inesquecível e um almoço com o melhor da culinária sul-matogressense.

Um verdadeiro paraíso natural, para você viver momentos inesquecíveis ao lado de quem ama. Confira no vídeo as imagens de natureza que esperam você por aqui!

Grande parte das experiências realizadas no local acontece dentro de uma RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural). Isso significa que a fazenda é uma Unidade de Conservação, que conserva a biodiversidade da região.

Turismo em Bonito: no Dia Nacional das RPPNs, saiba sua importância e como ter uma experiência diferente

Você sabia que a Estância Mimosa Ecoturismo é o único atrativo de turismo em Bonito-MS que oferece experiências em trilhas e cachoeiras dentro de uma RPPN? Mas, antes disso, você sabe o que é uma RPPN? As Reservas Particulares do Patrimônio Natural são uma categoria de Unidade de Conservação que tem o objetivo de conservar e preservar a biodiversidade de um determinado local, região ou bioma. Por ser comemorado hoje, 31/01, o Dia Nacional das RPPNs, vamos falar um pouco da sua importância e como se deu o processo em nosso atrativo.

Por que a experiência numa RPPN é diferente para o turista?

Como é permitido apenas o uso sustentável de uma RPPN, são poucas as atividades que podem acontecer dentro delas. Mas para o turista que vai em busca de uma experiência genuína e única, isso é um grande diferencial.

Turismo em Bonito: RPPN da Mimosa promove conexão com a natureza nas águas de uma das 10 cachoeiras

A Estância Mimosa Ecoturismo é o único atrativo de turismo em Bonito-MS que oferece trilhas e cachoeiras dentro de uma RPPN. Aqui é possível desfrutar de um contato direto com a natureza preservada: caminhar por quase 3km de trilhas em meio à floresta, avistar mais de 250 espécies de aves ou se deparar com uma das 32 espécies de mamíferos catalogados. Incrível, não é mesmo?

O ecoturismo através da visitação em pequenos grupos acompanhados por um guia capacitado e especialista na RPPN da Mimosa busca conectar os visitantes à natureza. Isso por si só já promove a conduta consciente em ambientes naturais por meio da prática da atividade turística de baixo impacto ambiental.

“Além de se divertir e relaxar, essa experiência também desperta uma consciência ambiental de uma conduta consciente, mostrando que estamos todos interligados ao meio natural de muito mais formas do que imaginamos”, comenta Luiza Coelho, diretora de sustentabilidade do Grupo Rio da Prata.

Declaração de amor à natureza

Tudo começou ainda em 1998, quando a fazenda foi adquirida, e os proprietários já consideravam a hipótese de transformar a Estância Mimosa Ecoturismo numa RPPN. O fato foi oficializado em 2013 – 65% da fazenda foi transformada numa RPPN, ou pouco mais de 271 hectares.

“Isso foi por conta da vocação natural da área, de grande beleza cênica, relevo acidentado e frágil, coberta por florestas e com o Rio Mimoso, que já pedia essa proteção. Então, o ecoturismo surgiu como uma aptidão nativa, como uma atividade com potencial de proteção”, explica Luiza.

“Criar uma RPPN é assinar uma declaração de amor à natureza, pois é um ato perpétuo, que não pode mais ser desfeito”, finaliza.

Quais outras ações são realizadas na Estância Mimosa?

Além das atividades de ecoturismo, a Estância Mimosa realiza e apoia iniciativas e projetos de pesquisa científica. Já as ações para conservação ambiental são: monitoramento ambiental e uso responsável de recursos naturais; produção própria de parte dos alimentos; manutenção de trilhas e infraestruturas de visitação turística; proibição de caça e pesca, e cercamento da RPPN para evitar entrada de gado.

Além disso, o atrativo possui equipamentos de combate a incêndio florestal e toda equipe é treinada anualmente em primeiros socorros, combate a incêndio e incêndio florestal.

Explicando a RPPN

É importante saber que as RPPNs foram criadas em 1990 e são a única categoria de Unidade de Conservação (UC) que não possuem recursos do governo. Elas são mantidas integralmente por seus proprietários particulares.

Para conservar e proteger o meio ambiente, uma RPPN pode apenas promover pesquisas turísticas, projetos e iniciativas de educação ambiental e atividades turísticas sustentáveis. Tudo isso dentro, é claro, de um Plano de Manejo bem elaborado e em harmonia com a natureza, sempre!

Porque, uma vez que a transformação da área em RPPN já assegura a sua proteção perpétua, o Plano de Manejo oficializa toda a gestão da área que é toda voltada a prevenção de impactos ambientais e melhoria da qualidade ambiental. E é isso que garante o acesso da atual geração e das futuras a um ambiente natural, com a conservação perpétua da área.