Estância Mimosa Ecoturismo é finalista no Prêmio ECO 2020/2021

A Estância Mimosa Ecoturismo, passeio de trilha e cachoeiras localizada em Bonito, no Mato Grosso do Sul, chegou à final do Prêmio ECO® 2020/21, realizado pela Amcham (Câmara Americana de Comércio para o Brasil) e Estadão.

A empresa sul-mato-grossense está entre as melhores pontuadas na modalidade Práticas de Sustentabilidade, Categoria Produtos e Serviços, para empresas Microempresas e Startup, com o trabalho “Sustentabilidade é a alma do nosso negócio: Estância Mimosa, Bonito, MS”.

Cachoeiras na Estância Mimosa Ecoturismo. Foto: Fernando Peres.

A fazenda foi adquirida em 1998 já com a intenção de implantar um atrativo de ecoturismo, opção escolhida por ser a atividade que melhor permitiria a conservação ambiental de uma área de relevo acidentado, grande biodiversidade e com grandes extensões de florestas preservadas. Até a data da aquisição da Estância Mimosa, a pecuária era a única atividade econômica desenvolvida no local. Após esta data, iniciaram-se os trabalhos para implantação de infraestrutura turística, abrindo suas portas para a visitação em 1999.

Luiza Coelho, Diretora de Sustentabilidade do atrativo, revela que “há alguns dias atrás levei meu filho caçula Pedro, para conhecer a Estância Mimosa. Ele ficou encantado. Ficou hipnotizado com o som das cachoeiras e o vapor de água refrescando o rostinho. Nosso desejo como empresa familiar é encantar cada visitante com a beleza e delicadeza deste pedacinho de chão que é a Mimosa, o qual cuidamos com muito carinho.

Assim, ficamos muito felizes em saber que encantamos os juízes do Prêmio Eco com nossas ações que, nada mais são do que a prova do amor que temos pela natureza, fauna e flora exuberantes da Serra da Bodoquena! É uma honra ser finalista e compartilhar o nosso trabalho com tanta gente boa deste país lindo”.

A cerimônia para divulgação dos vencedores acontece no dia 27 de maio e será em formato virtual.

Informações sobre o atrativo: www.estanciamimosa.com.br

Sobre o Prêmio

Lançado pela Amcham em 1982, o Prêmio ECO® foi pioneiro no reconhecimento de empresas que adotam práticas responsáveis e gera periodicamente uma rica reflexão sobre o desenvolvimento empresarial sustentável no Brasil. Em sua 38ª edição, dá voz às ideias, ações e esforços que promovem as melhores práticas empresariais voltadas à sustentabilidade dos negócios, da sociedade e do meio ambiente.

Depoimento de Mila Quintela, apresentadora do Programa Mistura Baiana, sobre a Estância Mimosa

Recebemos na Estância Mimosa Ecoturismo a visita de Mila Quintela, apresentadora do Programa Mistura Baiana, da Band Bahia. Encantada com a natureza do local, compartilhou um depoimento muito especial sobre a experiência no atrativo:

“Tive o privilégio de conhecer esse pedaço de paraíso, a Estância Mimosa, um destino que você precisa conhecer com a sua família. É um lugar que você se surpreende em cada lugarzinho.

Nesse período de pandemia é também muito importante estar em um lugar que traz segurança pra gente, pra nossa família, e aqui, sem sombra de dúvidas , está preparadíssimo para te receber .

A comida é deliciosa, o atendimento é diferenciado e os passeios nem se fala. É uma cachoeira mais maravilhosa que a outra e esse contato com a natureza é tudo o que você precisa .

Está super indicado, saio daqui com o coração cheio de felicidade, cheio de gratidão. Certamente voltarei, trazendo todo mundo. Realmente é um pedacinho do paraíso!

Foi um prazer recebê-los! Confira o vídeo no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=QdRwD1p2H3w

Guias de turismo participam de Curso de Reciclagem de Primeiros Socorros na Estância Mimosa

A Estância Mimosa (Bonito-MS) sediou no último fim de semana o Curso de Reciclagem de Primeiros Socorros e Salvamento Aquático, direcionado aos guias de turismo da região.

O evento contou com a participação do Sargento dos Bombeiros, Ênio Mendes Conturbia.

Para os guias, a capacitação foi excelente e os profissionais demonstraram grande satisfação em realizá-lo.

Confira alguns depoimentos:
https://youtu.be/HtKIJyuDGeE

https://youtu.be/6rLN1-ryCeM

Diretora de Sustentabilidade do Grupo Rio da Prata integra nova diretoria da ABETA

A ABETA (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura) elegeu no início de abril novo presidente e nova diretoria para o próximo biênio (2021-2023).

Luiza Coelho, Diretora de Sustentabilidade do Grupo Rio da Prata (leia-se Estância Mimosa Ecoturismo, Lagoa Misteriosa e REcanto Ecológico Rio da Prata), foi eleita Diretora de Comunicação, cargo que já ocupado em gestões anteriores pelo seu pai, Eduardo Folley Coelho.

A expectativa é poder contribuir com o crescimento e consolidação da Abeta na retomada do turismo brasileiro. O setor é muito importante para a economia do país e esse novo modo de vida que todos teremos que adotar, precisa ter laços estreitos com a natureza, contato essencial para a saúde das pessoas”, revela Luiza.

“A ABETA reúne as melhores empresas de turismo do Brasil, referências do turismo brasileiro e espero poder somar cada vez mais dentro da diretoria”, conclui.

Formada em Engenharia Ambiental e mestre em Tecnologias Ambientais, Luiza atua como Diretora Ambiental e SGS do Grupo Rio da Prata, coordenando as ações de sustentabilidade dos atrativos do Grupo (Lagoa Misteriosa, Estância Mimosa, Recanto Ecológico Rio da Prata). Sua infância foi marcada pelo ecoturismo e pela vida ao ar livre, trabalhando com seus pais desde a fundação do Rio da Prata em 1995. Atualmente, casada e mãe de dois meninos, se divide entre a maternidade, o trabalho e a vontade de ajudar o mundo a ser um lugar melhor, principalmente através do contato sadio e seguro das pessoas com a natureza!

Nova diretoria ABETA

A chapa inscrita foi aprovada por aclamação pelos associados. Vinícius Viegas foi eleito para a presidência da associação, enquanto Pollyana Pugas foi a escolhida para assumir a vice-presidência da ABETA.

Além disso, foram eleitos três membros do conselho fiscal e cinco pessoas para os cargos de Diretoria de Capacitação e Sustentabilidade, Diretoria Técnica, de Mercados, de Comunicação e de Relações Institucionais.

Presidente: Vinicius Viegas Banjo (Nattrip Agência de Turismo – RJ)
Vice-presidente: Polly Pugas (Vonát Consultoria e Treinamentos – DF)
Diretora de Capacitação e Sustentabilidade: Thaynara Siqueira (Mantiqueira Ecoturismo – MG)
Diretora de Comunicação: Luiza Coelho (Grupo Rio da Prata – MS)
Diretor de Mercados: Vinicius Martins (MSV Adventure – SP)
Diretor de Relações Internacionais: Jaime Prado (Parque Karawá tã-PE)
Diretor Técnico: Edrei Ascencio (Eco Aventuras Turismo – RS)

Mais informações: http://abeta.tur.br/pt

CRAS realiza soltura de animais silvestres nos atrativos do Grupo Rio da Prata

O atrativos do Grupo Rio da Prata, Recanto Ecológico Rio da Prata e a Estância Mimosa Ecoturismo, passeios de ecoturismo em Jardim e Bonito (MS), receberam respectivamente nos dias 13 e 15 de abril, a visita da equipe do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres – CRAS – de Mato Grosso do Sul.

O local é um dos primeiros Centros de Triagem de Animais Silvestres criado no Brasil, para receber animais para serem reintegrados à natureza, onde são alimentados e passam por tratamento até a soltura.

No Recanto Ecológico Rio da Prata foram soltos 03 tucanos, 01 gambá, 01 filhote de jararaca, 02 jiboias, 01socó-boi, 02 quatis, 01 jaguatirica e 01 arara-vermelha.

Já a Estância Mimosa recebeu a soltura de 8 araras- canindé. As aves ficaram no recinto de aclimatação instalado no Recanto Ecológico Rio da Prata, antes de serem soltas na natureza da Estância Mimosa.

Parceria

A Reserva Particular do Patrimônio Natural – RPPN – Cabeceira do Prata, onde ocorre o passeio de trilha e flutuação do Recanto Ecológico Rio da Prata, é credenciada para receber a soltura proveniente do CRAS desde 1996. Já a Estância Mimosa Ecoturismo está apta a receber os animais silvestres provenientes do CRAS desde 2009.

Diretor do Grupo Rio da Prata recebe Moção de Congratulação por ações em prol da preservação dos Recursos Hídricos do MS

O Diretor do Grupo Rio da Prata, Eduardo Folley Coelho, foi homenageado com Moção de Congratulação concedida pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, em reconhecimento pela contribuição no desenvolvimento de trabalhos e ações em prol da preservação dos Recursos Hídricos do Estado de Mato Grosso do Sul.

A homenagem foi entregue durante a realização do II Seminário Estadual da Água, evento virtual realizado em março deste ano, proposto pelo Deputado Estadual e Coordenador-Presidente da Frentte Parlamentar de Recursos Hídricos/ALEMS, Renato Câmara (MDB).

O Grupo Rio da Prata é formado pelos passeios de ecoturismo Recanto Ecológico Rio da Prata e Lagoa Misteriosa, em Jardim e a Estância Mimosa, em Bonito, resultado de um projeto familiar que colocou em prática a capacidade de empreender e inovar, com o propósito de criar um modelo de ecoturismo organizado com visitação limitada, focado em qualidade e segurança, além de economicamente viável. Além de proporcionar uma experiência de encantamento aos visitantes, contribuem com a preservação da dos rios e natureza da região.

Veja abaixo a Moção:

“A Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul, Casa de Leis e da Cidadania, por proposição do Deputado Estadual Renato Câmara, homenageia em comemoração a Semana Estadual da Água, de 16 a 22 de março – Lei n. 4.878/2016, o Senhor Eduardo Folley Coelho pela contribuição no desenvolvimento de trabalhos e ações em prol da preservação dos Recursos Hídricos do Estado de Mato Grosso do Sul”.

Depoimento sobre as medidas preventivas contra a Covid19 na Estância Mimosa

Os passeios na Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) seguem funcionando, com toda a segurança para recebê-los neste momento.

O atrativo adotou medidas de prevenção à Covid19 para garantir a segurança de visitantes e colaboradores, entre elas a intensificação da higienização dos ambientes e equipamentos, uso de máscara facial, medição de temperatura dos visitantes, horário agendado e grupos de tamanho reduzido e distanciamento social.

Iasmim Terena, colaboradora da agência Bonito Way, esteve no atrativo no dia 15 de março e compartilhou um depoimento sobre os cuidados adotados pela Estância Mimosa.

Clique aqui e confira!

Segurança em primeiro lugar

A Estância Mimosa, assim como o Recanto Ecológico Rio da Prata e a Lagoa Misteriosa (atrativos do Grupo Rio da Prata) , receberam o Selo Safe Travel do World Travel & Tourism Council (@wtandtc ), único órgão global que representa o setor privado de Viagens e Turismo, que reconhece que a empresa adotamos protocolos globais de saúde e higiene para que os vistantes possam viver a experiência de uma “Viagem Segura,.

Recebeu também o selo de certificação do programa “Bonito Seguro”, uma iniciativa do Sebrae e entidades do Sistema S e que se baseia em consultorias gratuitas de biossegurança, abordando a modificação dos processos de produção, prestação de serviço e atendimento na empresa, diante da pandemia de novo coronavírus.

E possui o Selo Turismo Responsável do Ministério do Turismo, que estabelece e certifica as boas práticas de higienização adotadas pelo atrativo.

Vivência fotográfica é nova opção de atividade na Estância Mimosa e Recanto Ecológico Rio da Prata

Bonito e região, no Mato Grosso do Sul, possui belezas únicas e paisagens deslumbrantes, muitas delas vistas nos passeios de ecoturismo, percorrendo trilhas, cachoeiras e rios de águas cristalinas do destino.

É com esse cenário que o fotógrafo de natureza e biólogo Daniel De Granville, em parceria com os atrativos turísticos Recanto Ecológico Rio da Prata, em Jardim, e a Estância Mimosa Ecoturismo, localizada em Bonito, apresenta uma nova atividade: Vivências Fotográficas.

Participantes terão a oportunidade única de aprender alguns conceitos teóricos básicos sobre fotografia e já praticar no mesmo local. As atividades são feitas em caráter exclusivo, com maior disponibilidade de tempo do que nos passeios normais, permitindo uma experiência mais plena.

Cachoeiras na Estância Mimosa Ecoturismo. Foto: Daniel De Granville.

Em grupo reduzidos, com até 3 participantes, a Vivência na Estância Mimosa terá duração de 4 horas. O local é rico em fauna e flora e na sede da fazenda será possível fotografar aves, jacarés e outras espécies. As águas cristalinas do rio Mimoso, as formações calcárias e a exuberância da mata preservada chamam atenção dos visitantes e são paisagens ideais para a prática da fotografia.

Já a Vivência Recanto Ecológico Rio da Prata será realizada no passeio de mergulho de cilindro, com até dois participantes. A sensação que se tem ao mergulhar nas águas azuis do Rio da Prata é a de estar voando sobre o fundo do rio acompanhado pela grande diversidade de peixes existentes no local.

Durante o mergulho, os participantes serão acompanhados pelo instrutor e pelo fotógrafo, garantindo que possam explorar as oportunidades fotográficas com mais eficiência e total segurança. Não são necessárias certificação ou experiência prévia em mergulho autônomo.

Mergulho no rio da Prata é o cenário para a Vivência Fotográfica Recanto Ecológico Rio da Prata. Foto: Daniel De Granville.

O que será aprendido

A vivência fotográfica, em ambos atrativos, começa abordando princípios básicos da fotografia em geral e depois é direcionada a técnicas e conceitos específicos da fotografia de natureza. O conteúdo inclui temas como velocidade do obturador, abertura do diafragma, sensibilidade ISO, profundidade de campo, fotometria, compensação de exposição, composição e enquadramento em fotografia de natureza.

Para participar é necessário possuir câmera fotográfica digital e ter proteção para uso debaixo d’água (caixa ou bolsa estanque).

Agendamentos

Ficou interessado? Os agendamentos para as Vivências Fotográficas Estância Mimosa e Recanto Ecológico Rio da Prata podem ser feitas pelo telefone (67) 3255 3197 | WHATSAPP: (67) 9 9991 3565 | E-mail: pin@photoinnatur.com .

Sylvio Ferraz, Diretor da CVC, visita atrativos do Grupo Rio da Prata

O Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) e a Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) receberam no início de janeiro a visita de Sylvio Ferraz, Diretor de Produtos Internacionais da CVC.

Acompanhado por seus familiares, realizou o passeio de flutuação pelas águas cristalinas do Recanto Ecológico Rio da Prata e revelou: “Espetacular atração. Vale muito a pena”.

Já na Estância Mimosa realizou o passeio de trilha e cachoeiras. “Passeio incrível, as cachoeiras são maravilhosas. Vocês estão de parabéns”.

Sylvio ressaltou também os cuidados adotados nos atrativos na prevenção da covid-19. “Em relação ao Covid estão bem cuidados, eu recomendo”.

Gastronomia da Estância Mimosa e Recanto Ecológico Rio da Prata são destaques do livro “Cozinha Pantaneira: Comitiva de Sabores”

O livro “Cozinha Pantaneira: Comitiva de Sabores”, com 180 páginas, faz um mergulho nas raízes da cozinha pantaneira, apresentando ao leitor 65 receitas selecionadas pelo Chef Paulo Machado e preparadas por ele e outros chefs do Centro-Oeste. A publicação é ilustrada pelas fotos de Luna Garcia e texto de Cristiana Couto.

Dividido por temas variados – como “Comidas de Comitiva”, “Comidas de Festa”, “Comidas de Fazenda”, “Comidas da Cidade”, “Comidas do Mercadão” e “Cozinha Indígena”, – o livro, segundo Machado, reúne pratos doces e salgados e começou a ser concebido há quase 15 anos, após um período de estudos e trabalho na Europa.

Dona Dina, Cozinheira da Estância Mimosa, ilustra o capítulo “Comidas de Fazenda”.

No capítulo “Comidas da Cidade” dois pratos elaborados pelo Chef Paulo Machado ressaltam a gastronomia dos passeios de ecoturismo de Bonito e Jardim (MS). São eles a Estância Mimosa Ecoturismo e o Recanto Ecológico Rio da Prata no qual desde 2012, o Instituto Paulo Machado treina a brigada de ambos atrativos turísticos, realizando um trabalho de valorização da gastronomia local, utilizando os produtos cultivados na fazenda de modo a ter 100% de aproveitamento.

A publicação traz a receita da Farofa de Erva Cidreira servida na Estância Mimosa. “A fazenda produz erva-cidreira, que, assim como na região de fronteira, é muito valorizada no Pantanal para curar problemas de saúde, já que são grandes as distâncias entre as fazendas e os centros urbanos. A cidreira é um calmante natural, e, num dos treinamentos feito com a chef Inês Oliva, criamos uma farofa com ela. Dona Dina, cozinheira de tradição e há muitos anos trabalhando na Mimosa, faz semanalmente a farofa, que fica ótima como acompanhamento de peixes e da suculenta feijoada com carne de porco da fazenda servida por lá aos sábados“, revela o Chef Paulo Machado.

Já no Recanto Ecológico Rio da Prata, a receita em evidência é a Moqueca de banana-da-terra. “Como a fazenda recebe turistas de várias partes do globo, criamos um buffet diário de comida regional oferecendo pratos para pessoas que, por algum motivo, não consomem produtos de origem animal. Um dos resultados é esta moqueca. Quando a banana não está em sua época, é substituída por legumes da estação”, diz o chef.

As receitas podem ser conferidas no livro COZINHA PANTANEIRA: COMITIVA DE SABORES

ISBN: 978-65-86205-02-2

Preço: R$ 80
Número de páginas: 180
Formato: 18 x 24 cm
Vendas on-line: www.bei.com.br

SOBRE O CHEF PAULO MACHADO

Profundo conhecedor da gastronomia latino-americana, Paulo Machado é formado em Direito e Gastronomia e estudou no programa de cozinha francesa do Instituto Paul Bocuse, na França. Mestre em Hospitalidade, fundador do Instituto Paulo Machado em Mato Grosso do Sul, trabalhou em restaurantes da Europa e do Brasil. Dá aulas de gastronomia e já esteve em 56 países, sendo que em 15 deles promoveu Festivais de Cozinha Brasileira. Em 2015, recebeu o Prêmio Dólmã de Melhor Chef na categoria nacional. Em 2017, sua marca “Brasil FoodSafaris” recebeu o prêmio Braztoa/Sebrae de melhor startup em turismo do Brasil. Machado foi colaborador da revista Menu e colunista na rádio CBN Campo Grande. Integra, ainda , o Slow Food, projeto Cumari e o grupo de Cozinhas Regionais da América do Sul. Ensina receitas e curiosidades da alimentação em seu canal do YouTube (Chef Paulo Machado) e escreve no blog www.brasilfoodsafaris.com .